Manifestantes protestam pela retomada do feriado da Consciência Negra


Ato começou no início da tarde em frente ao Tribunal de Justiça. Depois, grupo seguiu rumo à Associação Comercial do Paraná, autora da ação que suspendeu o feriado.

manifestacao_movimento_negro_feriado_curitiba_consciencia_foto_01Manifestantes a favor do feriado do Dia da Consciência Negra fizeram um protesto na tarde desta terça-feira (12) em Curitiba. O início do ato foi por volta das 13 horas, em frente ao Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), no Centro Cívico. No meio da tarde, o grupo, formado por cerca 50 pessoas, seguiu para as proximidades da Associação Comercial do Paraná (ACP) – autora do processo que suspendeu o feriado na capital.

Durante toda a mobilização, os integrantes do movimento realizaram panfletagens e orientaram a população sobre a importância da data. No TJ, membros do comitê em defesa do feriado pretendiam ser recebidos por representantes do órgão para entregarem uma carta de repúdio ao cancelamento do recesso à população. De acordo com Michele Ribeiro, integrante da Rede de Mulheres Negras em Curitiba, o pedido não foi atendido, e a carta não pode ser deixada no TJ, de onde eles saíram em caminhada rumo à ACP.

Michele cita que a intenção do protesto desta terça era sensibilizar não apenas os órgãos e pessoas diretamente envolvidos na polêmica, mas toda a população da cidade. “Aqui estão diversos movimentos negros organizados fazendo a divulgação da importância do feriado como um marco para a cidade de Curitiba, como um ato de mobilização para alcançarmos a igualdade racial.”

Os participantes do ato reivindicam a retomada do feriado, que seria comemorado no dia 20 de novembro, mas que foi cancelado por uma liminar da Justiça obtida pela Associação Comercial do Paraná (ACP). A associação argumenta que a lei aprovada pela Câmara dos Vereadores no ano passado é inconstitucional e que o feriado causaria grandes prejuízos financeiros à cidade.

Segundo os participantes, a manifestação ocorreu de forma tranquila durante toda sua duração.

Câmara vai ao STF

Câmara Municipal de Curitiba (CMC) deve enviar nesta quinta-feira (14) um pedido de manutenção do feriado do Dia da Consciência Negra ao Superior Tribunal Federal (STF). O presidente da Casa, o vereador Paulo Salamuni (PV), havia anunciado que entraria com a ação já na última sexta-feira (8), mas, de acordo com a procuradoria jurídica da CMC, a reclamação requer um embasamento muito específico, o que justificaria a demora.

Do outro lado, a ACP assegura que vai manter sua posição contrária ao recesso. “Para nós, esse feriado é inconstitucional. Lamentamos que a Câmara não tenha sensibilidade para entender que isso é prejudicial para a economia paranaense”, rebateu o presidente Edson José Ramon em entrevista àGazeta do Povo na segunda-feira (11).

Anúncios

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s