Operação “mansão cassino” – Delegados na cadeia


Prisão temporária de delegados decretada por cinco dias, prorrogável por mais cinco.

Ex-delegado geral está na sede do gaeco

Ex-delegado geral está na sede do gaeco

Uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Paraná (MPPR), para combater jogos de azar, invadiu bairros de Curitiba no início da manhã desta terça-feira (10). Entre as pessoas com prisão temporária encaminhadas à sede do Gaeco está o ex-delegado geral da Polícia Civil do Paraná, Marcus Vinicius Michelotto. Também foram detidos  o delegado Geraldo João Celezinski, do 8° Distrito Policial, e quatro investigadores, que não tiveram os nomes revelados.

Os policiais foram encaminhados para a sede do Gaeco para prestar depoimento, mas já estão com prisão temporária decretada por cinco dias, prorrogável por mais cinco.

Mais de cem policiais militares do 23° e 20° Batalhão, além do Batalhão de Operações Policiais Especiais, participam da investida, que é um desdobramento da operação “mansão cassino”, deflagrada em janeiro de 2012.  Segundo o apurado pela Banda B, entre os jogos de azar que a operação visa combater está o do bicho.

O presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná (Sidepol), Claudio Marques, está no Gaeco em busca de informações. Em entrevista à Banda B, ele disse que a operação do Gaeco representa um choque de gestão entre o Ministério Público e a Secretaria de Segurança Pública do Paraná. “Está claro que é um um choque de instituições. Bem no dia que estava marcado o julgamento do secretário Cid Vasques pelo Conselho Nacional de Justiça para decidir sobre a continuidade da licença dele do MP, o Gaeco faz a operação. Isso não é coincidência”, afirmou Marques.

O presidente reclamou da falta de informações sobre a operação. “Nenhum delegado participou das investigações do Gaeco. Nenhuma informação nos é repassada. estou indo agora conversar com o procurador geral para tomarmos alguma providência sobre este silêncio do Gaeco”, completou.

A operação “mansão cassino” aconteceu em 27 de janeiro de 2012. Sem a presença de um delegado, policiais civis invadiram uma mansão no Parolin, prenderam três pessoas e apreenderam 40 máquinas de caça-níqueis.

Ação midiática

O advogado do Sindicatos dos Policiais Civis do Paraná (Sinclapol), Newton Miró Vernalha Filho disse que as prisões fazem parte de uma ação midiática do MP-PR e reclamou da falta de informações. “Todos desconhecem as acusações. Não tivemos acesso nem aos nossos clientes. Tivemos que ser mais severos para fazer valer o direito constitucional dos acusados de defesa. mas está claro que os presos não são personagens, são figurantes. O MP quer atingir o secretário Cid Vasques e o governador Beto Richa”, afirmou o advogado.

Acompanhando o trabalho policial durante a manhã, a Banda B verificou inúmeras viaturas entrando e saindo do Gaeco, além de caminhões para o recolhimento de produtos apreendidos.

Nota MP-PR

Em nota, o Gaeco apenas informou que a operação é referente a jogos ilegais e disse que não poderá dar mais informações em razão da investigação estar em segredo de justiça.

“Integrantes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Paraná e das polícias Civil e Militar cumpriram, nesta terça-feira (10 de dezembro), mandados de busca e apreensão e prisão temporária expedidos pela Justiça, em operação de combate ao jogo ilegal.

A investigação, conduzida pelo Núcleo do GAECO de Curitiba, está em segredo de Justiça por determinação judicial, para garantir a eficácia das investigações”, diz a nota.

Nota da redação: Os nomes do ex-delegado geral da PC, Marcus Michelotto, e do delegado Geraldo João Celezinski, do 8º Distrito, foram divulgados em entrevistas gravadas com os representantes do Sidepol e Sinclapol, respectivamente.

BandaB

Anúncios

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s