NameTag: o app para conhecer pessoas interessantes que você viu na rua


Através de pesquisas por fotografias faciais, o software é capaz de coletar dados do indivíduo em questão através de páginas na internet.

(Fonte da imagem: Reprodução/NameTag)

(Fonte da imagem: Reprodução/NameTag)

Por conta das redes sociais, blogs e diversas outras ferramentas, a internet é um “local” que guarda uma quantidade enorme de informações pessoais. E a utilização desses dados é uma atividade que levanta muitas polêmicas, sendo que o já conhecido aplicativo Lulu pode ser considerado um dos casos mais recentes que comprovam este raciocínio.

Contudo, outro software está chegando para levantar diferentes tipos de discussão. Nós estamos falando do NameTag, que tem o objetivo de coletar informações sobre pessoas que você encontrou na rua ou até mesmo daquele vizinho distante, tudo isso por meio de uma fotografia facial do seu “alvo”, tirada com o seu smartphone.

Vasculhando os cantos da web

Para que isso seja possível, a ferramenta utiliza a foto para determinar a identidade da pessoa. Caso isso aconteça, o aplicativo começa a segunda parte do trabalho: procurar em redes sociais, sites de instituições e até mesmo em registros policiais algum tipo de informação, traçando um perfil do indivíduo que você deseja conhecer.

Dessa maneira, quando o NameTag entregar os resultados para você, vai ser possível conferir o nome, a carreira e até mesmo os interesses daquela menina bonita ou daquele cara simpático. No site do aplicativo, está explicado que o objetivo é o de fazer com que pessoas interessantes se encontrem e tenham algum tipo de relação.

Será que é muito estranho?

NameTag: o app para conhecer pessoas interessantes que você viu na rua

Exemplo de como as informações seriam dispostas pelo aplicativo. (Fonte da imagem: Reprodução/NameTag)

Contudo, como já é de se esperar, nem todas as pessoas se sentiriam confortáveis com este tipo de “perseguição”, de modo que o aplicativo resvala na já conhecida questão de privacidade. Como resposta, o pessoal do NameTag explicou que trabalha somente com dados disponibilizados publicamente — o que é discutível, já que a utilização deles não foi permitida.

Outro problema apontado pelo site PhanDroid é o fato de o software ser compatível com o Google Glass, resultando em fotografias do seu rosto sem a sua permissão (algo bem invasivo). Além de tudo isso, as informações coletadas pelo NameTag são salvas em um banco de dados sem que a pessoa em questão saiba, fato que também deve incomodar muita gente.

Melhorando relacionamentos…

Quando perguntados sobre o assunto, a equipe responsável pelo programa alegou que a intenção é apenas a de “turbinar” a vida social dos interessados por isso — tanto que poderia ser criado um perfil profissional e um social. E, se você não quer ser investigado pelo app, vai haver a alternativa de retirar o seu registro do ar.

Assim como já foi explicado no começo deste artigo, o NameTag ainda está chegando ao mercado, tendo apenas uma versão Beta de testes para o Google Glass. A intenção é lançar um aplicativo que rode no Android e no iOS, sendo que somente depois disso seremos capazes de avaliar se a ferramenta é realmente invasiva ou não — para mais informações, acesse o site oficial.

Anúncios

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s